Novo Jingle de Giba Prestação de Serviços

CALLNET, Construindo a nossa própia infuvia

CALLNET, Construindo a nossa  própia infuvia

domingo, 20 de abril de 2014

Narrador e Jornalista Luciano do Valle morre após passar mal em Uberlândia





O narrador esportivo Luciano do Valle, de 66 anos, morreu na tarde deste sábado (19) em Uberlândia, depois de passar mal e ser internado em um hospital particular da cidade. Ele saiu de São Paulo (SP) e foi socorrido ainda no aeroporto do município mineiro, pelo Corpo de Bombeiros. A morte do narrador foi confirmada pela Band, emissora para a qual ele prestava serviços.
O narrador chegava a Uberlândia para cobrir o jogo entre Atlético-MG e Corinthians, que acontece neste domingo (20) no Estádio Parque do Sabiá, pela 1ª rodada do Campeonato Brasileiro (Brasileirão).
Segundo assessoria da Infraero, Luciano do Valle estava no voo da TAM (3244), de Congonhas-Uberlândia. Ele passou mal ainda no avião, que pousou às 14h30 na cidade. A Infraero disponibilizou um desfibrilador e bombeiros do aeroporto, que o conduziu até o hospital.  Um médico cardiologista de Uberlândia, que estava no voo, auxiliou nos primeiros socorros.De acordo com assessoria de imprensa do Hospital Santa Genoveva, o narrador deu entrada às 15h10 com parada respiratória e foi direto para Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O óbito foi confirmado às 16h15 .
O jornalista da TV Globo Marco Aurelio Souza estava no mesmo voo do narrador e contou ao Globo Esporte o que se passou no avião. "Ele não se sentiu bem durante o voo. Não teve nenhum rebuliço no avião. Ele só comunicou à comissária que não se sentia bem e pediu que, quando o avião descesse, chamassem um médico. 

sábado, 19 de abril de 2014

DA PENITENCIÁRIA DA PAPUDA, PRISCO MANDA RECADO

O vereador Marco Prisco (PSDB), um dos líderes da greve da Polícia Militar na Bahia, teria orientado os membros de sua assossiação a não retomar a paralisação em protesto contra a detenção, de acordo com informações publicadas pela Folha, na noite desta sexta-feira (18). Segundo a publicação, o recado acalma o ânimo de policiais que na noite de hoje, se reuniram para discutir a possibilidade de uma paralisação.
 Prisco foi preso pela Polícia Federal por volta das 15h de hoje. A Procuradoria pediu a prisão no curso de uma ação referente à greve anterior dos PMs em 2012. No entanto, o pedido foi feito na última segunda-feira, quando a nova paralisação - iniciada na terça - já era iminente.  Ele foi levado para o Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília.

COM AQUARTELAMENTO DA PM, SSP REGISTRA 16 ASSASSINATOS EM 10H

Com o aquartelamento de policiais militares em represália a prisão do diretor-geral da Aspra, vereador Marco Prisco, o número de assassinatos voltou a crescer nas últimas horas.
De acordo com levantamento da Folha, 16 assassinatos foram registrados em Salvador e na região metropolitana das 22h de sexta-feira (18), às 5h da manhã deste sábado (19). As mortes têm em sua maioria características de execução.
No período da greve da PM baiana, entre 20h de terça (15) e 14h de quinta-feira (17), a Secretaria de Segurança Pública (SSP) registrou 60 assassinatos na capital e cidades da região.
Nas primeiras horas da manhã de hoje a reportagem do Bocão News não conseguiu encontrar viaturas nas ruas de Salvador. De acordo com fontes ligadas ao site, os policiais estão dentro das companhias e batalhões. A Aspra, por meio de nota, solicita aos policiais para o não aquartelamento. 

Grandes varejistas ganham espaço no Mercado Livre

Grandes varejistas ganham espaço no Mercado Livre
Wg na mira
Conhecido originalmente como um site de leilão de produtos, o Mercado Livre, um dos maiores portais de comércio eletrônico com atuação no País, agora quer atrair grandes varejistas para seu portal. A plataforma das chamadas "lojas oficiais" terá um número cada vez maior de marcas conhecidas, de varejistas que operam lojas físicas ou até já têm grande volume de vendas na internet. Ao Broadcast, serviço em tempo real da Agência Estado, o diretor de marketplace do Mercado Livre, Leandro Soares, disse que o site da companhia, antes fechado, não permitia que clientes construíssem lojas próprias. A mudança ocorreu no último ano e esse segmento "ganha cada vez mais relevância" nos negócios da empresa. Até o momento, são mais de 40 clientes nesse novo formato, com destaque para lojas de moda e acessórios. Stelleo Tolda, vice-presidente de operações da companhia, disse que o segmento de moda é o maior destaque. "(O setor) tem potencial de expansão muito grande e cresce mais rápido que outros." Com esse movimento, o Mercado Livre, fundado na Argentina e com atuação nos principais países latino-americanos, segue uma tendência que já vinha sendo desenhada pelas líderes do comércio eletrônico no Brasil, B2W e Nova Pontocom. Todas dão atenção crescente ao modelo de marketplace - shopping center virtual em que pessoas e empresas podem colocar seus produtos à venda -, justamente o espaço para lojas de terceiros. A Nova Pontocom criou seu marketplace no início do ano passado. B2W e Walmart.com anunciaram projeto semelhante pouco tempo depois. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Não foi greve, mas um motim

Não foi greve, mas um motim
Em seu blog na UOL, o competente analista Josias de Souza, um dos melhores do País, aborda a greve da Polícia Militar baiana por ângulos jurídico e político, numa veemente constatação do que se observa na Bahia. Não é de agora. Mas de uma greve realizada em 2001, outra em 2012 e agora mais este motim que aterroriza a população. Diz ele: “A Constituição Federal veda expressamente a greve de policiais militares. E não poderia ser diferente, pois a hierarquia e a disciplina são as bases que sustentam as organizações militares. Quando ocorrem fissuras nesses pilares, o que se vê é a desordem, o caos. Portanto, o que sucede na Bahia é uma afronta à lei e à ordem, praticada por uma tropa amotinada à margem da Constituição. Marco Prisco, o líder preso, é vereador pelo PSDB de Aécio Neves. Substituiu-o no papel de piromaníaco de tropa o Capitão Tadeu, deputado estadual pelo PSB de Eduardo Campos. A PM baiana promovera fuzarca semelhante em 2012. A tropa reincide no descalabro porque foi premiada com uma lei de anistia aprovada em votação simbólica no Congresso e sancionada por Dilma Rousseff, do PT, em 2 de agosto de 2013. Quer dizer: por omissão ou por ação os partidos dos três principais candidatos à Presidência da República são cúmplices do caos baiano. O motim de 2012 durou 12 dias. Nesse período, foram assassinadas 130 pessoas no Estado. A encrenca atual se arrasta há quatro dias. Só em Salvador, desceram à cova, por ora, 52 homicídios cadáveres. Num país em que os partidos políticos entregam a legenda a qualquer um, a presidente da República anistia maluco e governador rasga a Constituição para negociar com policiais à margem da lei, a prisão do tucano Prisco é um sopro na direção da restauração do Estado. Não há reivindicação, por mais justa que seja, que justifique a subversão da ordem democrática. Lugar de PM amotinado é mesmo na cadeia. Resta verificar se o xadrez não vai virar mais uma capitulação.”

Sindicato dos Policiais Federais fala em 'falta de sensibilidade política' na prisão de Prisco

Sindicato dos Policiais Federais fala em 'falta de sensibilidade política' na prisão de Prisco
O Sindicato dos Policiais Federais da Bahia (Sindipol-BA) divulgou uma nota para esclarecer à sociedade baiana sobre o cumprimento do mandado de prisão do vereador Marco Prisco. De acordo com o comunicado, a prisão foi realizada na tarde desta sexta-feira (18) por equipes de policiais de Brasília, e por “expressa determinação judicial emanada da Justiça Federal, acolhendo representação do Ministério Público Federal, pelo que descabe, em princípio, qualquer discussão acerca de seu cumprimento”. O texto deixa claro a discordância do Sindipol “para com a falta de sensibilidade política para cumprimento de citada ordem nesta data, pois além de estarmos em pleno feriado  santo, vivemos uma instabilidade institucional da sociedade baiana face aos últimos acontecimentos, apenas agravando ainda mais a insegurança e oportunizando uma retaliação de maneira generalizada”. O sindicato ressalta que “há indícios severos” de estar acontecendo um “processo de judicialização de uma questão política, conduzido de forma débil, e que não pode redundar em confronto ou hostilidades entre forças policiais”. Segundo a entidade, o esquema remete a temerárias conclusões sobre a utilização da greve dos policiais para interesses políticos. A nota destaca que isso quer dizer que “não se quer resolver os graves problemas das categorias policiais ou da segurança pública em profundidade: antes, se quer fazer de um movimento legítimo de policiais ganhar a conotação político-eleitoreira, mormente quando se utiliza do processo de desmoralização pública de suas efetivas lideranças”. O sindicato diz que “não fechará os olhos para tais desvios”, e que não ficará em silêncio diante do “cinismo e perversão com que são tratadas as questões atinentes à segurança pública da Bahia e do Brasil”. Além do mais, o Sindipol defende a necessidade urgente de desmilitarização de todas as forças policiais militares estaduais, pois entende que “não é aceitável que demandas de cunho essencialmente trabalhistas estejam elevadas ao patamar de insurgência à segurança nacional, com escólio em um diploma legal genérico, com tipos penais idem, e que podem muito bem ser manipulados por atores políticos no poder ao sabor de interesses os mais diversos, inclusive os espúrios”. A entidade sindical, por fim, reconhece a legitimidade do pleito dos policiais militares, e pede que os atores sociais envolvidos na discussão se “pautem pela prudência e responsabilidade na resolução de tão grave questão”, e com “menos mídia e palanque, com mais parcimônia”. Ao finalizar o comunicado, o Sindicato dos Policiais Federais ressalta que, se tais princípios não forem observador, “a responsabilidade de todos aqueles que, acostumadas a decidir sobre problemas reais com a simples caneta em seus escritórios fechados e climatizados, estarão também com suas mãos ensanguentadas com o jorro de sangue do crescente número de vítimas que estão com suas vidas ceifadas em decorrência dessa tragédia”.

José Serra está internado no Hospital Sírio-Libanês

José Serra está internado no Hospital Sírio-Libanês
Foto: Agência Brasil
O ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB) está internado no Hospital Sírio-Libanês. A informação foi confirmada à reportagem pela assessoria de imprensa do hospital, que não deu detalhes sobre a internação, por exemplo, a data de entrada ou os motivos de saúde. Indagado sobre se haveria algum boletim médico a ser divulgado durante o dia, a assessoria de imprensa respondeu que não há previsão. No fim de janeiro deste ano, Serra passou por uma cirurgia na próstata no mesmo hospital. Em julho de 2013, durante avaliação pré-operatória sobre a hiperplasia prostática benigna, o ex-governador acabou tendo de ser submetido a um cateterismo cardíaco, sendo indicado tratamento percutâneo com colocação de um stent, o que adiou a intervenção cirúrgica na próstata.

Prisco pode perder mandato pelo regimento da Câmara, mas Constituição o protege

Prisco pode perder mandato pelo regimento da Câmara, mas Constituição o protege
Foto: Carol Prado | Bahia Notícias
O vereador de Salvador Marco Prisco (PSDB), preso na última sexta-feira (18) por liderar o movimento grevista da PM na Bahia em 2012, corre o risco de ter o seu mandato suspenso, segundo o regimento interno da Câmara de Vereadores da capital baiano. No artigo 23, inciso 2º, o vereador tem seu mandato suspenso no caso de prisão. Já no artigo 25, ele perde o seu mandato. Entretanto, segundo o artigo 15 da Constituição brasileira, a cassação ou perda de direitos políticos só podem acontecer em três casos: cancelamento da naturalização por sentença transitada em julgado, incapacidade civil absoluta e condenação criminal transitada em julgado, enquanto durarem seus efeitos. Nesse sentido, há também em favor de Prisco o entendimento da ministra do Supremo Tribunal Federal, Carmem Lúcia, publicado em 2013, de que é "desimportante para a conclusão o exercício ou não de cargo eletivo no momento do julgamento". Dessa forma, o vereador só pode perder o mandato quando houver julgamento da ação em curso que responde, e quando não couber mais recurso em instâncias superiores do Judiciário.
 
Leia abaixo o posicionamento do STF pela ministra Carmem Lúcia em 2013 sobre o tema:
 
“A perda do mandato parlamentar, no caso em pauta, deriva do preceito constitucional que impõe a suspensão ou a cassação dos direitos políticos. Questão de ordem resolvida no sentido de que, determinada a suspensão dos direitos políticos, a suspensão ou a perda do cargo são medidas decorrentes do julgado e imediatamente exequíveis após o trânsito em julgado da condenação criminal, sendo desimportante para a conclusão o exercício ou não de cargo eletivo no momento do julgamento.” (AP 396-QO, rel. min. Cármen Lúcia, julgamento em 26-6-2013, Plenário, DJE de 4-10-2013.) No mesmo sentido: AP 470, rel. min. Joaquim Barbosa, julgamento em 17-12-2012, Plenário, DJE de 22-4-2013. Em sentido contrário: AP 565, rel. min. Cármen Lúcia, julgamento em 8-8-2013, Plenário, Informativo 714.

sexta-feira, 18 de abril de 2014

ISTO É BRASIL!!! O ABSURDO NESTE PAÍS É COMUM

Até quando veremos casos como estes, onde crimes bárbaros são vistos como comuns enquanto os crimes comuns são levados tão a sério?
Não queremos justificar o erro de alguém que rouba, mas queremos mostrar que a justiça Brisileira está defasada, vemos casos absurdos ficando impunis enquanto se preoculpam em prender jovens carentes mas com sonhos de um futuro melhor, bandidos perigosos estão soltos foram presos e liberados com fiança ou por serem de menor. Um menor pode escolher um candidato a presidência da república, pode matar, mas não pode ser preso.
Está certo tudo isto? Precisamos de mudanças na constituição brasileira ou veremos mais casos assim.


MAIS UM GRAVE ACIDENTE ENVOLVENDO MOTOCICLISTAS NO TREVO DE PRESIDENTE TANCREDO NEVES

Na manhã desta sexta-feira, 18, por volta das 10h00min, aconteceu mais um grave acidente envolvente motociclista no trevo de Presidente Tancredo Neves, BR 101, a vitima de prenome Manoel, acompanhado de uma mulher de prenome Luciene, ambos residentes no bairro Loteamento Nova Aurora, estavam chegando à cidade, quando uma Picape Estrada conduzida por o senhor Paulo do Aroeira estava atravessando o trevo e o veiculo atingiu a motocicleta, com a gravidade do impacto, a motocicleta foi arremessada para as margens da BR, as vitimas sofreram graves lesões. O serviço do SAMU prestou os primeiros socorros. 
                         Luciene uma das vítimas sendo atendida pela SAMU
                                           Manoel outra vítima do acidente
 

Pesquise no Blog

Carregando...